Buscar
  • Leila Maia

Comer comer para poder crescer!

A chegada de uma criança na família traz muitas mudanças na rotina da casa, não é mesmo? Ao saber da gravidez muitas mamães já começam a pensar sobre alimentação. Nesse período dá uma apreensão em saber que tudo o que você come vai diretamente formar o bebê. A criança nasce forte e saudável e começa a amamentar, mas depois do leite ela come o quê?




Mais ou menos com seis meses a família passa por novos desafios em relação a introdução de novos alimentos. Frutas, verduras, papinhas… as opções são várias, mas como fazer para a criança gostar? Apesar de difícil, esse momento é uma delícia! Os pequenos se espelham muito no comportamento de seus cuidadores e são muito curiosos. A família toda deve estar alinhada em relação ao que comem, para que o bebê veja o exemplo e também se interesse pela comida.

Já que os pais assumem o papel de “educadores nutricionais”, aproveite para trabalhar com aromas, texturas, cores e sabores! A hora da comida pode ser muito mais gostosa se for um evento que reúne a família à mesa. As crianças crescem rápido e no futuro momentos assim serão ótimas memórias. Inclusive os bons hábitos alimentares moldados na infância permanecem na adolescência e vida adulta.

Conversamos com nossa nutricionista Débora Campos e preparamos dicas sobre a introdução alimentar. A intenção é tornar a aceitação dos alimentos mais fácil e os momentos que envolvem comida ainda mais gostosos! Então vamos às dicas:

  1. As crianças gostam de imitar seus responsáveis! Coma diariamente frutas e verduras na frente delas.

  2. Seja pontual nas refeições! Estabelecer intervalos de 3 em 3 horas entre as refeições dá espaço para a criança sentir fome e ter disciplina.

  3. Quanto mais diferente melhor! As crianças são curiosas, então invista em modos de preparo e apresentação.

  4. Inclua a criança na cozinha! Elas vão gostar mais de comer aquilo que prepararam. Escolha receitas simples que envolvam frutas e verduras e deixe as crianças viverem seu momento Masterchef.

  5. Leve seus filhos às compras! Pode ser um desafio ter a companhia de crianças na hora de comprar frutas e verduras, então transforme isso em uma oportunidade. Pergunte sobre o que elas acharam de mais curioso, cheiroso… assim, os pequenos vão descobrindo sobre a variedade de alimentos que existem. A cada compra um novo tipo de fruta ou verdura poderia ser incluído na refeição!

  6. Faça junto! Fale sobre o que você acha da comida e escute o que a criança tem a dizer também. Experimentem novas cores, texturas, aromas e sabores juntos, desperte o interesse na comida e também sua importância.

  7. Sentem-se à mesa! É muito importante incluir as crianças nas refeições com a família desde cedo, para que ela observe e se inspire ao seu redor.

  8. Saiba impor limites! A criança não pode comer sempre que quiser, porque isso acaba com o apetite para a próxima refeição.

  9. Entenda o não! Às vezes as crianças fazem birra e não aceitam o alimento e isso é frustrante, mas faz parte. Nessa hora você encerra a refeição e espera a próxima, oferecendo todos os alimentos de novo. Se ela estiver recusando o prato por conta de algo em específico o coloque separadamente, mas compondo o prato. Para que haja educação alimentar, a criança precisa ver os alimentos.

  10. Seja persistente! Para que a criança aceite de fato os alimentos é preciso muita repetição. Nessas horas a criatividade conta muito para que cada refeição seja uma experiência ainda mais gostosa e divertida.


Com todas essas dicas, a hora da comidinha vai ficar ainda mais divertida e cheia de nutrientes!

0 visualização

Aprendendo com o Colinho

UNIDADE PIA-MÁTER

SGAN 914 | Asa Norte

(61) 3051-9900

UNIDADE COLINHO DE MÃE

Quadra 8 | Sobradinho

(61) 3387-0004