Buscar
  • Leila Maia

Lugar de criar, espaço de fazer

Mais do que o conteúdo oferecido, o espaço escolar é fundamental para o desenvolvimento infantil. A arquitetura tradicional combinou com a metodologia rígida e formal de ensino e ambos foram se perpetuando com o tempo. Isso acabou formando gerações de estudantes obedientes, pouco questionadores e foi podando a criatividade e imaginação desde cedo.


Com os avanços do mundo, as metodologias educacionais precisaram se adaptar a velocidade e múltiplas formas de conhecimento, consequentemente a arquitetura começou a ser pensada como parte integrante do ensino. Ensinar sobre autonomia, criatividade e inovação não pode ser apenas transmitir o conhecimento da boca para fora, experimentar e pôr à prova conceitos trabalhados em sala permitem fortalecer o conhecimento e criar vínculo com o conteúdo. A ciência é feita a partir da curiosidade, por que não provocar os estudantes a serem inquietos? Como ter crianças curiosas se o espaço em que elas estão inseridas não permite essa abertura à imaginação?



Uma das novas tendências é a “sala maker”, a proposta desse ambiente é criar, experimentar e compartilhar soluções. Existe um manifesto maker que tem premissas muito interessantes e combinam muito com a forma de ensinar do Colinho:


Faça: o importante é começar algo que te represente;

Compartilhe: toda criação ou aprendizado deve ser compartilhado;

Aprenda: aprender vai garantir uma existência produtiva e feliz;

Divirta-se: comece um projeto que te faça feliz;

Participe: se não quiser fazer sozinho, seja parte de um grupo, o que importa é participar;

Apoie: todo projeto precisa de apoio, então faça o que puder para oferecer suporte;

Permita-se errar: é errar para aprender. Aproveite o erro para chegar à perfeição, mas não o transforme em medo de tentar novamente.



Quando contribuímos para um ensino mais envolvente e leve, com menos regras e imposições, abrimos espaço e damos oportunidade para a imaginação propor novas coisas. A escola não precisa ser apenas um lugar onde a criança senta e recebe todo o conteúdo. O ensino requer uma relação dialógica, onde professor e estudante juntos constroem o aprendizado. Assim, o ambiente em volta influencia nesse processo ao ser mais rígido ou propositivo o que pode gerar no futuro pessoas mais dependentes de ordens ou mais resolutivas e criativas. Quando pensamos em mudar o mundo, sempre lembramos das pessoa que ousaram mudar a lógica, questionaram o status quo e descobriram soluções importantes, as pessoas do futuro são nossas crianças de hoje, então a escola ideal é aquela que valoriza quem propõe e faz, mais do que quem escuta e repete.



0 visualização

Aprendendo com o Colinho

UNIDADE PIA-MÁTER

SGAN 914 | Asa Norte

(61) 3051-9900

UNIDADE COLINHO DE MÃE

Quadra 8 | Sobradinho

(61) 3387-0004